brand-top

Sexta, 29/05/2020

58 – Conhecendo o Bushcraft

A diferença entre Bushcraft e sobrevivência está no prazer em estar no mato versus a necessidade de sobreviver a determinado...

58 – Conhecendo o Bushcraft

Compartilhe

Entendendo o universo do Bushcraft

Para muitos, bushcraft é ser largado na mata e se virar com o que encontra pela frente, mas essa pratica vai muito além disso, no episódio, veremos a fundo o que é o bushcraft, atividade que vem aumentando cada vez mais no Brasil e no mundo.

O conceito de Bushcraft, consiste em habilidades em que se tem em um ambiente natural, onde você utiliza de seus próprios meios (ou do menor número de ferramentas feitas pelo homem), para montar sua base, acampar, proteger do externo, fazer fogo, buscar e preparar seu alimento ali mesmo, tudo isso a céu aberto. Essa pratica abrange um conjunto de técnicas e capacidades intuitivas para “se virar com o que tem” na natureza. Onde o praticante vai atendendo suas próprias demandas com ferramentas que estão disponíveis com ele ou as mais rusticas possíveis, como facas improvisadas, pederneiras, etc.

É uma pratica que leva a pessoa ao seu primitivo, buscar o máximo contato com a natureza, na qual depende apenas dele e os recursos disponíveis na selva, assim como nos primórdios de nossos ancestrais.

Quando e onde surgiu?

O termo bushcraft surgiu no século XIX, na Austrália, começou a ser utilizada em alguns livros que se referiam a destreza de manter na natureza selvagem. Enquanto o termo é relativamente novo, a pratica dessa atividade já existe a milhares de anos, já que, por exemplo, os índios, bandeirantes, ou os desbravadores se utilizavam dessas técnicas seja acampando esses meios de passatempo na mata.

 

Alguns itens essenciais

Os itens que todos lembram quando se fala em bushcraft são faca e canivete. Realmente são extremamente importante para o bushcrafter mas não é seu único aliado nessa aventura.

Tenha uma mochila de camping e comece a pegar e organizar seus itens.

Utilize calças para evitar picadas ou insetos e arranhões nas pernas. Uma bota de cano médio ou longo para fugir de escorregões ou torções.

Outra ferramenta essencial para te auxiliar, é a pederneira. Junto a ela leve algum tipo de material que seja facilmente inflamável com faíscas da mesma, como por exemplo um algodão, ou até mesmo uma simples palha encontrada na mata.

Uma cantina ou garrafa de água também são indispensáveis para seus dias na mata.

E por último, mas não menos importante, estão o seu abrigo. Que pode ser lona ou sua barraca, como preferir. Também tenha em mãos alguns metros de cordas tanto para amarrar sua barraca quanto para quaisquer outras eventualidades.

Claro que todos esses itens são facilitadores para o praticante se manter na sua jornada, porém conforme o tempo vai passando e o praticante fica mais experiente, menos ferramentas serão demandadas, com uma imersão mais profunda no contato com o que a própria natureza te dará.

É preciso entender também, que cada bushcrafter tem seu estilo e suas preferências. Usar ou deixar de usar algumas ferramentas não te fará melhor bushcrafter que o outro, pois todos estarão lá com o mesmo intuito de manter contato com a natureza.

Bushcraft vs sobrevivencialismo

O bushcrafter está ali pois ele simplesmente quer estar, ele não foi colocado em uma situação daquela por razões alheias a sua vontade. Ele se voluntariou para ir naquela aventura. O bushcraft traz o prazer de se estar em contato com a natureza, diferentemente do sobrevivencialismo, onde você tem a necessidade e não teve outra escolha. Esse assunto será tratado em outro episódio.

Em suma o praticante de bushcraft é o indivíduo que vai de livre vontade para o mato, já o sobrevivencialista procurará o meio mais rápido e fácil para sair daquele ambiente.

O Homem utiliza o bushcraft como uma forma de se reencontrar com suas origens, tendo em vista o mundo em que vivemos hoje, onde o contato com o meio ambiente natural é o mínimo, tudo gira através de ferramentas que cada vez mais nos afasta de ser como fomos a anos atrás.

No episódio da programação do Natrilha Podcast, trouxemos dicas para quem quer dar início à prática tanto de Bushcraft quanto de sobrevivência, seja por meio de cursos, escotismo ou práticas para não correr riscos à toa. Os praticantes de esportes outdoor ganham muito estudando as técnicas de Bushcraft pois além de ampliarem sua experiência em meio à natureza, adquirem conhecimento para conseguirem agir em meio à condições adversas como tempestades, quebra de equipamentos essenciais e situações de perigo.

Participe!

Ao fazer publicações, não esqueça de marcar nosso perfil @natrtilhapc, dizendo que ouviu nosso episódio “Escalada de Competição nas Olimpíadas”  e deixar o comentário em modo “Público”, ok? Assim poderemos citar seu nome em nosso quadro “Você na Trilha”.

Quer completar alguma coisa? Tem sugestão de temas pra gente? Ainda ficou na dúvida ou quer simplesmente concorrer ao prêmio “Joinha”? Manda um e-mail pra gente. Vale até uma selfie.

Utilize a tag #NATRILHEIROS para acharmos suas postagens nas redes sociais.

Não esqueça de dizer de onde você é, sua idade e que esporte pratica (ou não)

Diga-nos o que achou desse programa. Seu feedback é importante para nós.

Para pular a seção de leitura de e-mails e comentários, pule para 13 minutos e 16 segundos.

Participantes do programa de hoje:

  • Renan Alves;
  • Werther Krohling – Podcast Beco da Bike;
  • Nilo Moreira – Canal Desbravute;

Agregadores de podcasts para Smartphones:

Natrilha no Deezer

Natrilha no iTunes

Natrilha no Spotify


Contribua com o NaTrilha pelo PicPay.

Contribua com o NaTrilha pelo Padrim.

Padrinhos e Madrinhas.

DESTEMIDO: Filipe Careli, Rafael Brascher.

DESBRAVADOR: Wilson Nobuo Iwazawa Junior, João Olavo Vasconcelos, Thiago Waldhelm.

Grupo Telegram do NaTrilha.

Acesse e participe: Entrar no Grupo Telegram – NaTrilha


Nosso e-mail: natrilhapc@gmail.com


Revisão: Alexandre Gomes