NaTrilha #19 – Perigos Outdoor

nt19_1400

O NaTrilha de hoje vai te mostrar como ficar alerta em qualquer ambiente relacionado a aventura outdoor. Descubra o que fazer em caso de ataque animal e garantir que sua aventura seja a mais segura possível. Saiba como proteger seus equipamentos, seus calçados, saber qual a melhor posição na fila e descobrir que uma vaca não é tão perigosa assim. E para não pisar em nada que nos afete, convidamos as biólogas Anazélia Tedesco, Vitória Sifuentes e o médico Gabriel Bóllis. Marque e indique esse episódio para os amigos biólogos e amantes da natureza.

Tire o perfume da sua mochila, tome cuidado com urtiga e compartilhe esse episódio. Se fizer pelo Facebook, não esqueça de deixar o compartilhamento em modo “Público”, ok? Assim poderemos falar seu nome durante a leitura de emails.

Quer completar alguma coisa? Tem sugestão de temas pra gente? Ainda ficou na dúvida ou quer simplesmente concorrer ao prêmio “Joinha”? Manda um e-mail pra gente. Vale até uma selfie.

Não esqueça de dizer de onde você é, sua idade e que esporte pratica (ou não)

Diga-nos o que achou desse programa. Seu feedback é importante para nós.

Para pular a seção de leitura de e-mails e comentários, pule para 20 minutos e 45 segundos.


Participantes do programa de hoje:


Comentado durante o programa:

 

Publicação da Revista Blog de Escalada sobre o aniversário do NaTrilha:

O mais importante podcast sobre assuntos outdoor completa um ano de existência.

header2015

Bactéria Rickettsia Rickettsii. Responsável pela febre maculosa, transmitido por carrapatos.

riketsia

Exemplo de área perigosa e identificada com placa de aviso. (fonte: Correio Popular)

febre_maculosa-2697809

Site de Davi Marski e informações sobre o que fazer em caso de choque anafilático.

Marski Expedições

Vídeo comentado por Renan

[youtube id=”GlnF4LzpAfw” width=”620″ height=”360″]

Citado por Gabriel: Manual de diagnóstico e tratamento de acidentes por animais peçonhentos. 

 

 


Padrim

Contribua com o NaTrilha pelo Padrim. Saiba como.

Padrinhos e Madrinhas.

– Daiana Almeida, Giovani Sousa e Ana Luiza Karan


Grupo Telegram do NaTrilha.

Acesse e participe:

Entrar no Grupo Telegram – NaTrilha


NaTrilha no iTunes:

Não deixe de nos classificar e deixar seu comentário. Clique no link abaixo

NaTrilha no iTunes


Agradecimentos:

Lukas Budembender, Alexandre Gomes, Helder Dias, Rafael Pelissari, Wesley Zoppe, Vitório Silvestre, Pensador Louco, Eduardo Rangel, Jefferson Guimaraes, Pétrus David e Rogério Miranda.


Nosso e-mail:

natrilhapc@gmail.com

  • Pingback: NaTrilha #19 – Perigos Outdoor – Podflix - Podcast()

  • Tenista Acao

    E aí galera, tudo 100%? Ouvi hoje voltando do trabalho. Ficou show! Muito rico de informações. E podem contar sempre com o TenistasEmAcao.com.br. Abraços! Jeff

    • Muito obrigado pelo comentário. Espero continuar sempre trazendo mais informações relevantes para vocês. Continue nos ouvindo e participando. Um grande abraço.

  • Faraho

    Eu sempre tento orientar quem anda comigo quanto sentar em qualquer lugar.
    Uma atitude simples e necessária para descansar pode comprometer todo o divertimento.
    Uma amiga teve o desprazer de sentar em uma lesma. Não houve qualquer problema para a minha amiga mas o chilique que ela deu foi suficiente para desanimar o grupo, a lesma não teve a mesma sorte e morreu.
    Minha região tem muito espinheiro e é comum os mais desatentos sofrerem acidentes.

    Giovani Sousa AKA Faraho

    • Que pobre fim teve a lesma, heim!?? E consequentemente a atividade tb. Mostra o episódio pra ela se ligar nas próximas aventuras. Continue nos ouvindo e participando.

  • José Castanhas Neto

    Olá pessoal!
    Excelente episódio.
    Eu como bom interiorano, me identifiquei muito com a questão das abelhas, escorpiões e aranha marrom (esta última com veneno que causa necrose e perda de tecidos e membros).
    Por coincidência, deixei lá no Facebook (perfil pessoal) um vídeo de um caminhoneiro que tentou “tirar um favinho” de mel de uma colmeia de abelhas e se lascou de de jeito!….
    Acompanharei o Na Trilha com mais afinco.
    Parabéns
    Neto (Netocast)

    • Valeu, Neto. Que bom que o tema agradou. Já ouvi falar muito da aranha marrom mas nunca a vi. Aliás, espero nunca ver. Sobre o vídeo do carinha contra as abelhas, eu já vi esse vídeo e realmente é vem engraçado. Um grande abraço e continue nos ouvindo

  • Douglas Anholeti

    Olá, web celebrities!
    Mais um podcast de qualidade e bem informativo, é importante debatermos este tema já que gostamos tanto do contato com a natureza. Mas não é só no “mundo outdoor” não, vocês viram esse caso aqui no ES? Haha
    http://g1.globo.com/espirito-santo/bom-dia-es/videos/v/jacare-em-extincao-e-visto-em-rodovia-norte-sul-na-serra/5392439/
    Abraços!

    • Rapaz.. que doideira heim!? Mas é isso aí. Precisamos ficar atentos o tempo inteiro. Tem uma região aqui de Vila Velha que quando alagava o povo literalmente pescava dentro do bar enquanto bebia. O peixe virava tira gosto na hora. Kkkk um grande abraço

  • Jorge Augusto

    Dupla, bom dia.
    O cast, como sempre, foi muito interessante, traz pra mim um mundo que eu não conheço, ainda mais tão cheio de perigos.

    Cada vez mais vocês estão melhores, mais fluidos… Continuem nessa evolução!

    Abraço.

    • Obrigado pelos elogios, Jorge. Espero continuar mesmo nessa evolução. E se parar no tempo ou cair a qualidade, pode puxar minha orelha. Abração

      • Jorge Augusto

        Pode ter certeza que vou puxar mesmo! Haha

  • Ingrid Oliveira

    Não tinha tido a oportunidade de ouvir esse episódio ainda,quero dar os parabéns, abordar esse tipo de assunto é importante demais, a galera se aventura sem pensar nas consequências e depois classificam a atividade como perigosa. Excelentes explicações.

    • Fico feliz que tenha curtido o episódio, Ingrid. De fato ainda faltou falarmos de muitas coisas, porém já deu pra dar um alerta pro povo, né?
      Sei que é difícil eliminar os irresponsáveis mas é bom saber que os responsáveis estão atentos e se informando. Você falou tudo. A atividade, se observado os procedimentos, é segura e por conta de alguns loucos, o esporte como um todo é penalizado. Será que isso vai mudar futuramente?