NaTrilha #12 – Especial dos Namorados

NT08_1400

O NaTrilha de hoje vai fugir um pouco do seu foco inicial. Mas só um pouco. Pois hoje vamos falar sobre casais que praticam esportes juntos.

Para isso, chamamos João Paulo Coutinho, Roberta Foletto e Carolina Faustini.

Quer convencer sua namorada, seu namorado a praticar algum esporte? Compre um buquê de flores e compartilhe esse episódio. Se fizer pelo Facebook, não esqueça de deixar o compartilhamento em modo “Público”, ok? Assim poderemos falar seu nome durante a leitura de emails.

Quer completar alguma coisa? Tem sugestão de temas pra gente? Ainda ficou na dúvida ou quer simplesmente concorrer ao prêmio “Joinha”? Manda um e-mail pra gente. Vale até uma selfie.

Não esqueça de dizer de onde você é, sua idade e que esporte pratica (ou não)

Diga-nos o que achou desse programa. Seu feedback é importante para nós.


Participantes do programa de hoje:

  • João Paulo Coutinho 
  • Roberta Foletto
  • Carolina Faustini
  • Diogo Bob – Host do Galera do Rau ( participação da leitura de emails )

Comentado durante o programa:

[youtube id=”Umg5xZKSvN0″ width=”620″ height=”360″]

#namoradopralucia


Grupo Telegram do NaTrilha. Acesse e participe:

Entrar no Grupo Telegram – NaTrilha

NaTrilha no iTunes:

Não deixe de nos classificar e deixar seu comentário. Clique no link abaixo
NaTrilha no iTunes

Nosso e-mail:

natrilhapc@gmail.com
  • Nenhum dia dos namorados é completo sem uma sincera e apaixonada lavação de roupa suja, e este valeu em dobro. O truque, pelo que percebi, não é somente sobreviver à trilha ou aventura propostas (incluindo ataques de perdigotos ou tubarões), mas fazer o relacionamento sobreviver também.

    Brincadeiras a parte, é muito bom ver relacionamentos que não apenas se mantém sob condições adversas, mas se reforçam pelo mesmo motivo. parabéns a todos os participantes, pelo ótimo episódio e pelo vindouro dia dos namorados.

    • Muito obrigado pelo comentário, Pensador Louco. A roupa estava tão suja que tiveram alguns momentos que estava perigoso até escorrer sangue. kkkk

      A intenção desse programa foi mostrar que mesmo com tantas dificuldades conjugais, a paixão pelo esporte pode contribuir muito em ser uma válvula de escape para qualquer um. Grande abraço.

  • Samir Reis

    Olá Natrilha, achei genial o ep. do dia dos namorados, inicialmente achei que ia ser chato, mais um cast sobre o tema, mas me surpreendeu e foi muito humorado.

    Gostaria de apontar 2 coisas: Lúcia tenho uma ótima indicação de CV pra você, o cara é Motociclista, Escalador, Capoeirista, Trilheiro, Paraquedista, Mergulhador, Guia de Montanhas, especialista em culinária, Socorrista e Escoteiro. EU rs.

    Se eu não for qualificado, tomei a liberdade de divulgar o seu perfil no grupo de esportes outdoor que há aqui em SP, com os seguintes dizeres. “Lúcia Podcaster do Natrilha está aceitando currículos”. Recebi de 20 candidatos e 80 candidatas, esse volume bate com a estatística do Renan sobre a disparidade de mulheres e homens nessa modalidade de turismo. Bem, brincadeiras à parte, pois sou um grande fã do programa de vocês, não pude resistir ao humor, e fui incentivado pelo Renan, caso ele diga o contrário tenho a conversa no telegram pra provar ha ha ha.

    A segunda coisa é a minha experiência: Ter um relacionamento e Guiar turistas ou praticantes de esportes outdoor, realmente necessita de um par que acompanhe e goste, pois cria muito espaço para DR`s. Como sabem trabalho na agência e muitas vezes temos de buscar um turista no aeroporto ou substituir um guia ou motorista, então imagina a situação de sair num sábado a noite dizendo: Putz tenho que ir buscar um grupo no aeroporto, óbvio que seu par vai pensar que está dando um balão em pleno sábado a noite.

    Outra situação é num domingo pela manhã acordar cedo e dizer pra sua namorada: “Amor queria estar contigo, mas tenho de trabalhar”. Então você vai guiar um grupo de turistas estrangeiros para um banho de cachoeira, nesse grupo tem 80% de mulheres que estão de Bikini tirando uma self com o guia, e como bom guia você sorri nas fotos, pronto material suficiente para causar a terceira guerra, principalmente se as turistas forem Alemãs, Belgas etc… falo por experiência própria.

    Aqui na agência tivemos casos que se casaram por se conhecerem em atividades de eco-turismo, mas também tenho “causos” que separaram. Certa vez uma turista que tinha brigado com o namorado decidiu fazer Rafting, no dia seguinte mandei um mail a ela pra colher um feedback, ela me ligou chorando dizendo que esse fato levou a uma DR e pasmem, terminaram, me senti chateado. Teve uma vez que o sonho da turista era fazer Rapel, trouxe o namorado e tal, teve toda a instrução e desceu, o namorado estava suando, tipo um chafariz, eu perguntei: Cara tá tudo bem? ele ficou calado. Logo percebi que o cara estava com pânico, ae eu falei: “Eu desço contigo pela trilha, topa?”, o cara não deu o braço a torcer e resolveu descer, no meio da rocha o cara congelou, foi um dos resgates mais difíceis que tive de fazer, quando o cara finalmente chegou ao solo teve uma DR com a turista e terminaram. #chateado de novo.

    Por isso, apenas a maturidade do casal como citado pelo Renan, vai fazer com que tudo seja tranquilo.

    Renan, enviarei um grupo de Suecas para que as leve ao pico da bandeira, já vai se explicando com sua esposa ha ha ha.

    Gente muito bom o programa e me diverti muito com a participação da Carol e Roberta.

    Um aperto de canhota.

    Samir

    • Suecas? Tem problema não. Duvido que elas fiquem de bikini no frio lá do Pico da Bandeira. Vai ser beeem difícil isso.
      O máximo que vão querer é…. ficar abraçado….. com o … guia… pra esquentar. Não, pera. Aff… Sério mesmo que vai fazer isso comigo? hahahaha

      Muito obrigado pelo feedback e que bom que gostou. Eu também fiquei no maior medo de ser “mais um programa falando disso” e por isso lancei quase uma semana antes. E comentários como o que estão aparecendo por aqui me mostra que a decisão foi acertada. Obrigado mais uma vez pela participação.

      Um aperto de mão destro e um grande abraço.

  • Rogério B de Miranda

    Olá Trilheiros e Trilheiras. Episódio muito legal, me escondi em alguns momentos, achando que iria voar uma cadeira nos momentos DR rs, brincadeiras à parte, é sempre muito divertido ver que é possível dividir atividades com aquela pessoa que vc decidiu dividir a vida.
    Parabéns a vocês

  • Pingback: Galera do RAU #26 – Quem tem [cobre], tem medo! | Podflix()